Rosmarinus officinalis
(Proveniente de Agricultura Biológica)

Origem: PORTUGAL
http://plena-natura.pt/image/catalog/Publicidade/cimb_port_pequeno%20copy.png

O óleo essencial de alecrim é extraído por arraste de vapor das folhas e botões florais frescos.

Este óleo essencial de aroma  fresco e limpo é óptimo para estimular o cérebro, melhorando a memória e a clareza mental. Ajuda com problemas de congestionamento das vias respiratórias, rigidez muscular, estimula o fígado e vesícula biliar. É também utilizado para melhorar a saúde do cabelo e couro cabeludo.

Características do óleo: O óleo de alecrim tem um aroma herbáceo límpido, intenso e refrescante. É claro na cor e aquoso na viscosidade.
 
Precauções: O óleo de alecrim não deve ser usado durante a gravidez. Não é indicado para pessoas com epilepsia ou pressão arterial elevada.
 
Propriedades terapêuticas: É analgésico, antidepressivo, adstringente, carminativo, digestivo, diurético, hepático, hipertensivo, calmante, rubefaciente, estimulante, sudorífico e tónico.
 
Usos: O Óleo de alecrim tem uma acção acentuada sobre o cérebro e o sistema nervoso central. É óptimo para limpar a mente e aclarar as idéias, pelo facto de possuir excelentes propriedades estimulantes para o cérebro e melhorar a memória.
Auxilia com dores de cabeça, enxaquecas, nevralgias, cansaço e fadiga mental e nervosa.
Pela sua acção antiséptica, o óleo de alecrim é especialmente indicado para infecções intestinais e diarréias, aliviando a colite, dispepsia, flatulência, distúrbios hepáticos e icterícia e a aliviar a dor associada a reumatismo, artrite, gota e dores musculares. Também ajuda em casos de arteriosclerose, palpitações, má circulação e varizes.
 
As propriedades diuréticas do óleo de alecrim são úteis ao reduzir a retenção de água durante a menstruação e também em casos de obesidade e celulite.
 
No sistema respiratório, é eficaz contra a asma, bronquite, catarro, sinusite e tosse convulsa. Devido à sua acção adstringente, também é eficaz para combater a flacidez da pele.
 
Uma das utilizações mais populares deste óleo é em produtos para o cabelo, uma vez que tem um efeito acentuadamente positivo tanto na saúde do próprio cabelo, como do couro cabeludo. A sua acção estimulante aumenta a circulação e, por conseguinte, favorece o crescimento do cabelo. 
 
Em relação à pele, ajuda a aliviar a congestão, o inchaço e edemas. Também pode ser utilizado para tratar o acne, dermatites e eczema.
 
Formas de utilização/benefícios:
 
Sabão:
O aroma do óleo essencial de alecrim é doce, herbáceo e um pouco canforado. Tem notas muito semelhantes às de eucalipto. É um óleo essencial que, usado no fabrico de sabão é óptimo para o cuidado do cabelo e perfeito para as barras de champô.
 
Queimadores e vaporizadores:
Usado em terapia de vapor, o óleo de alecrim é útil em casos de congestionamento nasal,  excesso de álcool,  excesso de trabalho, sinusite e cansaço físico e mental. É, para além disso, estimulante para o cérebro: melhora a memória e clarifica as ideias.
 
Misturado com óleo de massagem ou no banho:
Misturado com um óleo de massagem ou diluído no banho, o óleo de alecrim pode ajudar em problemas de fígado e vesícula, congestionamento, dores musculares, cólicas, dores e espasmos, rigidez do pescoço, excesso de trabalho, reumatismo, artrite, resfriados, constipação, diarréia, tosse, bronquite, dores nas costas, distúrbios do couro cabeludo, sinusite, fadiga mental e cansaço físico.
 
Loções e cremes: 
Num creme ou loção melhora a circulação sanguínea e descongestiona a pele.
 
- Champô:
Quando adicionado ao champô não só aumenta a circulação no couro cabeludo melhorando, assim, o crescimento do cabelo, mas também actua como um condicionador geral e tónico para cabelo e couro cabeludo.
 
O Óleo de alecrim combina bem com: Embora os óleos essenciais normalmente se misturem bem uns com os outros, o óleo de alecrim combina muito bem com cedro, citronela, gerânio, lavanda, capim-limão (lemongrass), hortelã-pimenta, manjericão, bergamota, pimenta preta, canela, sálvia, eucalipto, incenso, gengibre, toranja, limão, tangerina, laranja (doce e amarga), tomilho e árvore do chá.
 
(Fichas de Segurança e Certificados de Análise fornecidos a Pedido)

Inserir Comentário

Inserir Comentário

Obs: HTML não é suportado!
    Fraco           Bom
Captcha